"(...) não copie uma pessoa ideal, copie você mesma - é esse o único meio de viver"

Eu, fichada

Minha foto
filha de dois pais: um fugitivo, o outro desaparecido. Fala alto e ri alto, é curiosa, acredita mais nas causas do que nas pessoas, soluça e lava a alma quando chora, deseja saber muitas palavras, ainda sobe em árvores tortas do Planalto Central, usa reticências redundantes, tenta disfarçar a grosseria, sai pela tangente, vive entre tapas e beijos.

cambada

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

fim de ano e suas prosas

Meu pensamento compõe inúmeros planos, uns simples, outros altos, urgentes, caprichosos, todos imensuráveis, cuja meta comum é achar meu significado. Essa coisa de dar sentido à vida grudou em mim de tal forma que só Lispector poderia me explicar. Piora e parece querer explodir nesta época do ano em que o ar e água parecem nos enchem de sonhos para o futuro desconhecido que é o próximo calendário.

Eu sei que é um querer. Querer tanto, tanto, tanto que a vida parece cada vez mais pouca; às vezes tenho medo de não dar tempo, sabe, considerando que quero aprender demais, alimentar minha razão, a inteligência pela qual Deus me fez sua semelhante, sem jamais perder o fio de fé cega e intransigente a essa mesma razão que prezo, para que eu não esqueça que antes de humano, sou um ser espiritual.

Esperança sempre e muita.

Que tudo dê certo, nem que seja na gambiarra, com muito amor, é claro, para remendar meu coração que, por gosto, se rasga e se gasta dia após dia.

Juro que assim dá pra ser feliz.

Fernanda Azevedo

Um comentário:

Luh Mahe disse...

Lindo Fee!!! que 2012 seja um ano de uma super reviravolta pra você, cheio de coisas boas, planos e sonhos que se realizam. Torço por você de verdade verdadeira! Tenho certeza que o divíno irá te ouvir!
Beijão